segunda-feira, 3 de maio de 2010

Pobre rima


De mim,
o que quer?

Nada pode levar

Sou atriz
assim serei

Tire a máscara
e veja outra em seu lugar

Arranque a roupa
e sinta a pele me moldar

Apague a luz
e ouça o escuro ao luar

Destrua o palco
e saiba do céu a sustentar

Sou atriz
assim serei

Não espere, mundo,
Mulher apenas me embalar

2 comentários:

Sabrina Receputi disse...

Perfeito!

www.receputi.blogspot.com

Sabrina Receputi disse...
Este comentário foi removido pelo autor.